Sexta-feira, 28 de Julho de 2017, 19:57
Siga-nos
  • Braga
  • Região
  • Religião
  • Nacional
  • Desporto
  • Reportagem
  • Entrevista
  • Inquéritos
  • Fotogaleria

Investigação no superior coloca Cávado no top do desenvolvimento

Braga | 11 de Janeiro de 2017
Universidade do Minho é a instituição que mais investe em I&D e mais transfere conhecimento e inovação para a economia
0 0
siga-nos
   
TAGS
notícias relacionadas
  • Sem notícias relacionadas

No "ranking" nacional das 23 sub-regiões do território continental e das duas Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira, só as Áreas Metropolitanas de Lisboa e do Porto e a região de Coimbra ultrapassaram o volume de investimento que foi feito em Investigação e Desenvolvimento (I&D)pelas instituições de ensino superior que servem os concelhos de Braga, Amares, Barcelos, Esposende, Terras de Bouro e de Vila Verde. 

O grupo liderado pela Universidade do Minho é responsável por 64,2 por cento de toda a I&D feitos no Cávado, revela um relatório do Instituto Nacional de Estatística  (INE) relativo aos anos de 2014 e 2015. As empresas foram responsáveis por 27,7 por cento de todo o investimento no setor, enquanto que o Estado assumiu uma quota de 8,2 por cento. 

Contas feitas, a sub-região do Cávado afetou à I&D 1,64 por cento de toda a riqueza produzida na região, esforço que corresponde ao quarto lugar nacional. 

Empresas registam baixo contributo

Em 2015, e pelos números provisórios do INE, a comunidade de municípios do Cávado produziu uma riqueza total de 5,7 mil milhões de euros. Afetou à Investigação e Desenvolvimento mais de 93 milhões, sendo que quase 60 milhões foram assumidos essencialmente pela UMinho e pelo Instituto Politécnico do Cávado e do Ave. Já o valor do investimento em I&D assumido pelas empresas do Cávado está abaixo da média nas sub-regiões do país.

No "ranking" nacional, o tecido empresarial do Cávado está na 18.ª posição. Fica pela metade do investimento assumido pelas empresas das oito sub-regiões do Norte e apenas à frente das empresas do Douro, Terras de Trás-os-Montes, da região de Coimbra, do Alentejo Central, do Algarve, dos Açores e da Madeira.  

Engenharia e tecnologia ganham terreno

As Ciências Humanas e Sociais são áreas que mais absorvem o dinheiro afeto à Investigação e Desenvolvimento na sub-região do Cávado, mas o ramo das Ciências de Engenharia e Tecnologia ocupam já a segunda posição. Em 2014, receberam quase 15 milhões de euros dos mais de 89 milhões que a comunidade dos municípios de Braga, Amares, Barcelos, Esposende, Terras de Bouro e Vila Verde afetaram à I&D.

Para a investigação em Ciências Sociais e Humanas foram 22,9 milhões de euros, enquanto as Ciências Exatas receberam pouco mais de 12 milhões. 

O "cluster" das Ciências da Saúde chamou a si mais de 10 milhões de euros em Investigação e Desenvolvimento, "fatia" que não será alheia à criação do Centro Clínico Académico, no âmbito de uma parceria entre as Escolas de Ciências da Saúde da UMinho e do Hospital de Braga.

Os dados do INE dão conta que o Cávado tem 154 unidades de investigação. Integram cerca de 2400 profissionais, sendo que mais de 50 por cento estão ligados às instituições de ensino superior.  

O rácio de doutorados ligados à investigação científica e tecnológica é de 1,93 por cada mil habitantes, relação que corresponde ao segundo lugar no "ranking" nacional. A região de Aveiro lidera com um rácio de 1,97 investigadores doutorados por mil habitantes, enquanto que a região de Coimbra tem o mesmo rácio do Cávado.

Já a percentagem de diplomados afetos à Investigação e Desenvolvimento é de 41 por cada mil habitantes, rácio que duplica o valor médio nacional e que é o mais elevado do Norte.     

Autor: Joaquim Martins Fernandes
Comentários
Sem comentários
publicidade

Farmácia Peixoto
Praça Dr. Francisco Araújo Malheiro, 36
4715-016Braga (São José de São Lázaro)
Tel. 253268701

Farmácia Peixoto
Praça Dr. Francisco Araújo Malheiro, 36
4715-016Braga (São José de São Lázaro)
Tel. 253268701

Farmácia Peixoto
Praça Dr. Francisco Araújo Malheiro, 36
4715-016Braga (São José de São Lázaro)
Tel. 253268701

Farmácia Peixoto
Praça Dr. Francisco Araújo Malheiro, 36
4715-016Braga (São José de São Lázaro)
Tel. 253268701

Farmácia Peixoto
Praça Dr. Francisco Araújo Malheiro, 36
4715-016Braga (São José de São Lázaro)
Tel. 253268701

Farmácia Peixoto
Praça Dr. Francisco Araújo Malheiro, 36
4715-016Braga (São José de São Lázaro)
Tel. 253268701

Farmácia Peixoto
Praça Dr. Francisco Araújo Malheiro, 36
4715-016Braga (São José de São Lázaro)
Tel. 253268701

Farmácia Peixoto
Praça Dr. Francisco Araújo Malheiro, 36
4715-016Braga (São José de São Lázaro)
Tel. 253268701

Farmácia Peixoto
Praça Dr. Francisco Araújo Malheiro, 36
4715-016Braga (São José de São Lázaro)
Tel. 253268701

publicidade

Hospital de Braga
Telefone: 253 027 000

GNR
Telefone: 253 203 030

PSP
Telefone: 253 200 420

Cruz Vermelha
Telefone: 253 208 872

Bombeiros Sapadores 
Telefone: 253 264 077

Bombeiros Voluntários
Telefone: 253 200 430

Loja do Cidadão (informações) 
Telefone: 707 241 107

PSP
Telefone: 252 373 375

Hospital
Telefone: 252 300 800

Bombeiros Voluntários
Telefone: 252 301 110

PSP 
Telefone: 258 809 880

Hospital  
Telefone: 258 802 100

Bombeiros Voluntários
Telefone: 258 730 643

Para saber os horários das Missas nos diversos dias e Igrejas clique no símbolo mais.

CARMO - Das 8h30 às 9h00 e das 09h30 às 11h00 (de terça-feira a sábado).

CONGREGADOS - Todos os dias, exceto aos domingo e dias santos, conforme o horário afixado nas pautas de avisos da Igreja.

MENSAGEIRO - Das 10h00 às 12h00, exceto quartas-feiras, domingos e feriados.

PÓPULO - Todos os dias, exceto terças-feiras e domingos, das 8h30 às 10h00.

publicidade

JORNAL DIÁRIO DO MINHO

Rua de S. Brás, n.º1 | Gualtar | 4715-089 Braga | Portugal
Telefone: +351 253 609 460 • Fax: +351 253 609 465
Email:redacao@diariodominho.pt

GRÁFICA DIÁRIO DO MINHO

Rua de S. Brás, n.º1 | Gualtar | 4715-089 Braga | Portugal Telefone: +351 253 303 170 • Fax: +351 253 303 171 Email:orcamentos@diariodominho.pt